Produção de sementes de aveia preta na safra 2016/2016 foi excepcional
22 de Dezembro de 2016

A semelhança de outros cereais de inverno, a aveia preta alcançou, nesta safra, rendimentos que superaram, em vários locais, duas toneladas de sementes por hectare. Prova disso foi a produção de semente da cultivar Agro Quaraí, recentemente lançada, que produziu 2.200 kg/ha de semente. Também foram destaque Agro Planalto e Agro Coxilha que alcançaram 2.600 e 2.400 kg/ha, respectivamente, em um campo de multiplicação em Panambi (RS).

O clima favoreceu o desenvolvimento da cultura, já que as geadas que ocorreram não comprometeram os campos e a chuva foi bem distribuída. “Em suma, foi uma boa safra em comparação com a 2015/2015, onde tivemos uma redução de produtividade muito significativa devido às condições climáticas adversas”, afirmou Alexandre Levien, gerente da Fundação Pró-Sementes, empresa responsável pela produção das sementes genéticas e básicas das cultivares Agroalpha.

Entretanto, a avaliação de cultivares de aveia preta não está na quantidade de semente que produz, mas sim na quantidade de matéria seca que disponibiliza para a cobertura do solo. Além disso, especial atenção deve ser dada a qualidade dessa matéria seca quando é usada como pastagem.  Outro ponto importante na escolha da cultivar de aveia preta é o seu ciclo, que deve ser adequado ao uso que se pretenda. Grosso modo, cultivares precoces, em geral, se adaptam melhor a cobertura do solo por terem o seu pico de produção de matéria seca em época que não conflita com o cultivo de verão. Para uso como pastagem, existe uma preferência por cultivares de aveia preta de ciclo longo que permitem um maior número de pastejos.

Assim, é importante que o produtor esteja consciente que a escolha da cultivar de aveia preta deve ser feita por critérios técnicos e econômicos tendo por base a sua utilização. E atenção! Aveia preta tem cultivares, ofertadas no mercado, diferenciadas quanto ao seu uso e qualidade, contradizendo aqueles que pensam que aveia preta é “tudo a mesma coisa”. Semente de aveia preta tem nome (cultivar) e sobrenome (marca/genética), como a soja e o trigo.

Lamentavelmente essa percepção leva a escolha não pela qualidade, mas sim pelo preço da semente ofertada sem levar em conta a cultivar e a qualidade da semente. Sementes de baixa qualidade física, mal classificadas, exigem densidades maiores de semeadura e além de carregarem sementes de invasoras, algumas das quais de difícil controle. Sementes de baixa qualidade fisiológica – germinação e vigor – também demandam maiores densidades. Baixa qualidade física e fisiológica de sementes de aveia preta é responsável por desuniformidades na cobertura do solo, tanto na sua proteção como na oferta de pasto.

Os elevados rendimentos de sementes de aveia preta na safra atual vão proporcionar uma farta oferta de materiais a preço reduzido. Portanto, pense bem antes de escolher a semente de aveia preta que você vai usar na próxima safra, pois o barato às vezes sai caro.

Mais informações sobre cultivares e disponibilidade de semente estão disponíveis em http://www.agroalpha.agr.br.


Fonte: Assessoria de Comunicação Agroalpha